2.2.17

Há um momento em que a alma clama por seletividade. Talvez isso se chame maturidade. Prefiro achar que isso se chama intuição.
Mudar de ciclo. Fechar para abrir de novo. Escolher. Acatar. Perceber. Ser fiel a si mesma.
Nada fácil, mas ninguém disse que seria.
Adiante. Sempre.
A única certeza que possuímos é a da impermanência. Sejamos teimosos. Queiramos o melhor para nós. Merecemos!

|Cláudia Dornelles|

Tem gente que a gente
simpatiza sem saber endereço,
nome completo, nem procedência.
Quando isso acontece,
é porque em algum pontinho lá dentro,
a alma foi feita igual.

Gustavo Ascha

"As prefeituras fariam bem em fazer, nas praças, balanços para os adultos. Um adulto que se assenta num BALANÇO é porque perdeu a vergonha. E perder a vergonha é o início da felicidade."

Rubem Alves

"... Mais do que na força das palavras, eu acredito no poder das atitudes. Na grandeza dos gestos. Nas sutilezas das ações. Guarde seus dizeres para utilizá-los depois que fizer. Eles serão apenas um complemento. Palavras quando não nadam sincronizadas com nossos pés, não chegam a lugar algum. Não dizem absolutamente nada. É na coerência das ações que a gente se encontra e o outro nos reconhece".

- Fernanda Gaona

''Só há um motivo pelo qual viramos páginas em nossa vida: precisamos prosseguir. E isso, ainda que soe extremamente egoísta, talvez seja parte do instinto de sobrevivência que está enraizado em todos nós... Prossigamos, mas preservemos o caráter, o bom caráter. Avancemos e pisemos outros horizontes, mas com as pazes feitas com o capítulo anterior...Sem mágoas. Sem rancores. Sem raivas. Mudanças carregadas de raiva não é prosseguir...é só como o alastrar de um incêndio. Um mal perpetuado, sabe-se lá até onde...''

Gi Stadnicki

"Milagre é quando tudo conspira contra, mas Deus vem de mansinho e com um sopro leve muda o rumo dos ventos. É quando respirar vira quase um suspiro de alivio e a vida devolve o sorriso como forma de retribuição por todo sofrimento. É o instante teimoso que resiste bravamente a um duro percurso e mantém-se em pé amparado pela força divina. É a decisão que escapa de nossas mãos, mas que antes de cair agarra-se com toda força a uma segunda chance. Milagre é o improvável gesto de carinho que impulsiona o ser humano a não deixar de acreditar."

(Fernanda Gaona)

"[...] faça o favor de concordar comigo que uma cicatriz nunca é feia. [...] Porque, acredite em mim, uma cicatriz não se forma num morto. Uma cicatriz significa: "Eu sobrevivi."

- Pequena Abelha, p.17

Brinquedos que somos

"Uma noite, houve um incêndio num bazar. E no fogo total desapareceram consumidos os seus brinquedos. Nós, crianças, conhecíamos aqueles brinquedos um por um (...) E começávamos a pressentir que viriam outros incêndios. Em outras idades. De outros brinquedos. Até que um dia também desaparecêssemos sem socorro, nós, brinquedos que somos, talvez de anjos distantes!"

MEIRELES, Cecília. Brinquedos incendiados.
Janela mágica. São Paulo: Moderna, 1983.

14.12.14

CASAR E MORAR JUNTO (Leia com atenção)
Casar e morar junto são duas coisas completamente diferentes. Não tem nada a ver com seu status no cartório. Tem a ver com entrega. Você pode casar com todas as honras. Dar uma festa linda. Gastar os tubos na Lua de Mel. Se mudar com o marido para um apartamento lindo. pronto. decorado. cheio de almofadas em cima da cama… Vocês podem ter se casado – mas vão demorar muito pra saber o que é morar junto. Acho que existem casais que se casam com pompas, e nunca talvez tenham realmente morado juntos. Morar junto é saber dividir. Saber cobrar. Saber ceder. Saber doar. Morar junto é dividir as contas e as almas. Morar junto é ter um pilha de louça pra lavar, depois de um dia terrível de 10 horas de trabalho. E o outro cantar com você para que, em um karaokê com detergente, o trabalho se torne divertido. Morar junto é ter que assistir Homem Aranha no Telecine Action, e se esforçar para achar legal. Morar junto é tomar banho junto.Transformar o chuveiro em uma cachoeira. (e o banheiro em um charco) Morar junto é ouvir onde dói no outro. Do que ele sente medo. Onde ele é criança. O que o deixa frágil. Morar junto é poder chorar sem parar. E ser ouvida. E cuidada. Mas é também rir. E achar graça em alguma coisa, quando o outro está pra baixo. Morar junto é fazer contabilidade de frustrações, e saber quando não colocar na conta do outro. Morar junto é demorar para levantar. Morar junto não precisa de uma casa, e sim de um espaço. Quem mora junto geralmente é solidário. Casar não. Qualquer um casa. Pra casar basta assinatura e champanhe. Casar leva umas horas. Morar junto leva tempo. O tempo todo. Quando moramos juntos vemos o cabelo dele crescer e ela cortar uma franja. Quando moramos juntos viramos adultos aos pouquinhos, dando um adeus doído ao adolescente que éramos. Quando moramos junto mudamos junto. E o outro vira um outro diferente com os anos. E nós vamos aprendendo a amar aquela nova pessoa, todo dia. Até o dia que, talvez, deixemos de morar juntos.

5.6.14

"Certos namorados brigam dia sim, dia não. Na sexta se amam, no sábado se odeiam, no domingo fazem as pazes, na segunda prometem nunca mais se ver. São amores movido à adrenalina, que rendem bons versos e letras de música. Muito destes casais conseguem chegar ao altar e continuam entre tapas e beijos até as bodas de ouro. Brigam e voltam tantas, mas tantas vezes, que na verdade nunca chegam a se separar. Deixe que digam, que pensem, que falem. O amor é lindo."

Martha Medeiros

22.4.14

Pouco importa o que dizem ou o que pensam sobre você, sobre as suas escolhas; sobre os seus sentimentos. Há opiniões espalhadas por todos os lados. Há gente rabiscando as paredes da vida alheia, com aquilo que pensa que sabe, todos os dias. O conhecimento humano é limitado, mas a ignorância não. Há quem desconheça por falta de oportunidade. Há quem faça questão de ignorar por conveniência. Há os que dizem sobre o que não sabem. Há os que não sabem o que dizem. Ouça. Filtre. Perdoe e continue: A fé, sob todas as formas e aspectos, é um escudo contra os maldizentes.

- autor desconhecido

25.3.14


“Porque muita coisa mudou, e dizem que com o tempo e a maturidade, as pessoas ficam com mais ‘preguiça de tudo que não é incrível’. Eu cansei de noites em claro com quem não muda o meu dia. Cansei de minutos ao telefone, com quem não diz exatamente o que eu preciso ouvir. Não sei mais desperdiçar carinhos. Não é qualquer mensagenzinha no celular que acelera meu coração. E entre meu sofá e uma pessoa sem cérebro… deito e durmo tranquilamente (…) E admito, um amor cairia muito bem! Mas amor de verdade, sabe?! Daqueles que transmitem paz só de olhar. Alguém que me aceite com o meu histórico de amores mal sucedidos, e minhas teorias malucas sobre o verbo amar. Alguém de quem eu não precise mais do que a minha própria vida, mas que precise de mim pra vida inteira. Alguém só meu. E que não sinta necessidade de ser de mais ninguém. Porque a felicidade que eu tanto procurava nos outros, eu já encontrei dentro de mim.”


|por Karla Tabalipa|