28.1.09

Você é quem me pergunta se é doce morrer. Eu também não sei se é doce morrer. Até ago¬ra só conheço a morte do sono. Vivo me matando todas as noites.
.
.
.

Clarice Lispector

Nenhum comentário: