4.8.09

' Sarayu enfiou a mão dentro da roupa e pegou seu frasco pequeno e frágil. Derramou algumas gotas da preciosa coleção na mão e começou a espalhar as lágrimas de Mack no solo rico e preto... As gotas caíram como diamantes e rubis, e onde pousavam brotavam flores instantaneamente, abrindo-se ao sol luminoso. Então Sarayu parou, olhando com intensidade uma pérola que respousava em sua mão, uma lágrima especial, e depois deixou-a cair no centro do terreno. Imediatamente uma pequena árvore rompeu a terra e começou a se desdobrar, jovem, luxuriante e espantosa, crescendo e amadurecendo até se abrir em brotos e flores. '

[A Cabana - de William P. Young]

Um comentário:

desilyra disse...

Aaaaaaaaaaaaa
Que lindooooo!
A Cabana é um dos livros mais perfuls de todos!
Chorei igual uma maluca lendo!
è muuuuuito mara!
Bjinhossss