14.3.11

Eu gosto mesmo é de gente
e não costumo julgar
Não aprendi a atirar pedras
Meu coração só aprendeu a amar

Até por que a mágoa
enfeia o rosto, a alma e o coração
Eu gosto mesmo é de gente
independentemente de raça ou religião

Se eu não puder levar rosas
Saiba, espinhos não levo não.



Arnalda Rabelo


.

4 comentários:

Voando alto disse...

Me encantei por seu blog, além de ser lindo e delicado, não consigo parar de ler.
Bjos

Juliana Dias disse...

Encantada com o blog. Seus posts são muito bem escolhidos! Muito bom gosto! Estou seguindo e te indicarei no meu site.

Visite meu blog!

bjs

C. disse...

Te vi na Sam, e linkei seu bloguito porque adorei essa faixa lateral cheinha de autores maravilhosos :-)

LUZIA disse...

Texto mais lindo!!
adorei =)